Ministério da Saúde autoriza custeio de mais 103 leitos de UTI em RO

Recurso de R$ 4,9 milhões é referente ao primeiro trimestre desse ano. Rondônia tem mais de 300 leitos de UTI destinados ao tratamento do novo coronavírus.

O Ministério da Saúde confirmou no fim de semana, o custeio de mais 103 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Rondônia. Os valores a serem enviados pelo Governo Federal serão destinados ao Estado, que solicitou a ajuda, e ao município de Ariquemes (RO).

De acordo com o governo, a portaria prevê a transferência de R$ 4,9 milhões referentes aos meses de janeiro e fevereiro (retroativo) e ao mês de março de 2021. A maior parte, R$ 4,3 milhões, vai para leitos estaduais e R$ 576 mil para leitos municipais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE 970x250

Cabe ao Fundo Nacional de Saúde adotar as medidas necessárias para a transferência dos valores para os fundos estadual e municipal de saúde, em parcelas mensais.

Ao todo, serão atendidos 91 leitos da rede estadual distribuídos nos hospitais:

  • 18 no Cemetron;
  • 33 no Samar;
  • 12 no Hospital de Base;
  • 28 no Regional de Cacoal.

 

A única rede municipal contemplada é a de Ariquemes, que terá 12 leitos do Centro de Afecções Respiratórias (CAR) bancados pelo Governo Federal.

Conforme o governo estadual, 20 novos leitos foram abertos na última semana na Unidade de Assistência Médica Intensiva (AMI) e Hospital de Amor, ultrapassando 340 leitos de UTI no estado.