Brasil mantém terceiro lugar no ranking da FIFA

O grande destaque do ranking ficou com a Itália

A Itália, com grandes vitórias na qualificação para o Mundial de 2022, subiu ao sétimo lugar no ‘ranking’ da FIFA, liderado pela Bélgica e no qual o Brasil se mantém em terceiro lugar, informou hoje a organização.

A ‘squadra azurra’ capitalizou as vitórias diante Irlanda do Norte, Bulgária e Lituânia para subir três posições, numa tabela em que, em contrapartida, Argentina e Uruguai desceram uma posição, para oitavo e nono, respectivamente.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE 970x250

Os sul-americanos viram os seus jogos previstos para o final de março adiados, perante a impossibilidade de contarem com muitos jogadores devido à recusa dos clubes europeus em libertarem os atletas, face à pandemia da covid-19.

A classificação da FIFA continua sendo liderada pela Bélgica, seguida da campeã mundial França, segunda, e do Brasil, terceiro. A Inglaterra ocupa o quarto lugar, à frente de Portugal, quinto, e da Espanha, sexta.

No ‘top 10’, destaca-se também a entrada da Dinamarca, com uma subida do 12.º para o 10.º lugar, enquanto o México caiu para a 11.ª posição, à frente da Alemanha (12.ª).

Outros destaques vão para Cabo Verde, com uma subida de sete lugares (para 73.º), e Guiné-Bissau, de 11 (108.º), que ‘carimbaram’ nas jornadas de final de março o apuramento para a Taça das Nações Africanas de 2021 (CAN2021), que foi adiada para 2022.

– Ranking da FIFA:

1. (1) Bélgica, 1.783,38.

2. (2) França, 1.757,3.

3. (3) Brasil, 1.742,65.

4. (4) Inglaterra, 1.686,78.

5. (5) Portugal, 1.666,12.

6. (6) Espanha, 1.648,13.

7. (10) Itália, 1.642,06.

8. (7) Argentina, 1641,95.

9. (8) Uruguai, 1639,08.

10. (12) Dinamarca, 1631,55.

(…)

21. (19) Polónia, 1.549,87.

30. (28) Venezuela, 1.500,71.

39. (38) Coreia do Sul, 1.460,25.

55. (50) Camarões, 1.404,87.

73. (80) Cabo Verde, 1.330,16.

99. (97) Bahrain, 1.238,89.

108. (119) Guiné-Bissau, 1.171,19.

117. (106) Moçambique, 1.161,55.

126. (125) Angola, 1.135,88.

182. (182) Macau, 922,1.

190. (187) São Tomé e Príncipe, 903,31.

196. (197) Timor-Leste, 879,43.