Carros-bomba matam ao menos 20 pessoas no centro de Bagdá, dizem fontes de segurança

Destroços de um veículo em local de ataque com carros-bomba em Bagdá, no Iraque Reuters

Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade por uma das explosões

Dois carros-bomba mataram ao menos 20 pessoas e deixaram cerca de 80 feridos em Bagdá, na madrugada desta terça-feira (30), em ruas lotadas de pessoas que se preparavam para o jejum do Ramadã, disseram fontes de segurança.

O grupo militante Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pela primeira explosão, que matou 13 pessoas e deixou 40 feridos, pouco depois da meia-noite (horário local), no bairro comercial de Karrada, na capital iraquiana.

Poucas horas depois, uma segunda bomba matou sete pessoas e feriu mais 38 perto de um edifício do governo no bairro de Karkh. Não houve reivindicação imediata de responsabilidade pelo segundo ataque.

Os ataques ocorreram durante o mês sagrado muçulmano do Ramadã, quando muitas pessoas ficam acordadas até depois da meia-noite e fazem refeições de madrugada para se prepararem para o jejum do dia seguinte.

Karrada foi alvo de uma explosão de um enorme caminhão-bomba em julho de 2016 que matou ao menos 324 pessoas, no pior ataque no Iraque desde a invasão ao país liderada pelos Estados Unidos em 2003.

Fonte: R7