Diretora de circuito da F1 é assassinada pelo marido ex-piloto

As informações são do jornal belga DH

Nathalie Maillet, diretora do tradicional circuito de Spa-Francorchamps utilizado na Fórmula 1, foi assassinada no domingo (15) pelo próprio marido, o ex-piloto Franz Dubois. As informações são do jornal belga DH.

Segundo o veículo, o crime ocorreu na casa da vítima de 51 anos, localizada no município de Gouvy, dentro da província de Luxemburgo, na Bélgica.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

A situação se deu quando Dubois, assim que chegou ao imóvel, viu Maillet com uma amante. Ao se deparar com a cena, o marido da diretora pegou uma arma e matou as duas mulheres – logo depois, ainda de acordo com o DH, ele tirou a própria vida.

“Fui avisada, por volta das 2h30, pela polícia, que um duplo homicídio, seguido de um suicídio, tinha sido cometido nesta casa”, disse Véronique Léonard, autarca de Gouvy. O caso foi colocado sob investigação pelo magistrado do Ministério Público.

Maillet havia sido nomeada CEO do circuito de Spa-Francorchamps em junho de 2016 e, desde então, implementou medidas para garantir o local como sede de diferentes provas de automobilismo.
No Twitter, o perfil da Fórmula 1 lamentou a tragédia. “Estamos profundamente tristes com a terrível notícia da morte de nossa amiga Nathalie Maillet. Toda a Fórmula 1 envia suas mais profundas condolências à sua família e amigos. A comunidade do automobilismo perdeu uma pessoa incrível e todos vamos sentir muito a falta dela”.