Jovem de 17 anos é estuprada durante meses em ritual

Polícia prendeu três homens suspeitos de drogar e abusar da vítima

Uma jovem de 17 anos foi estuprada, durante meses, por um grupo de homens na Itália. O anúncio do abuso sexual coletivo, feito nesta terça-feira (14), abalou o país. O crime envolvia, segundo investigações da polícia italiana, rituais obscuros de cura. Três homens foram presos, em Turim, na Itália: Paolo Meraglia, de 69 anos, Biagino Viotti, 73, e um jovem de 19 anos cujo nome foi preservado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De acordo com o La Estampa, Paolo Meraglia é apontado como o “curandeiro” do grupo. Biangino é suspeito de ser dono da casa onde eram realizados os estupros.

A jovem estuprada era vestida com uma roupa ritualística, inspirada na Roma Antiga, e drogada. A cerimônia era comandada por Meraglia e assistida pelos outros suspeitos e alguns convidados. A polícia local ainda não sabe precisar se outras mulheres foram submetidas ao “ritual”. Com os suspeitos, foram encontrados manuais de “prática de magia” e textos esotéricos sobre o amor.

 

Fonte: Notíciasaominuto