Presidente do Equador decreta estado de exceção em meio a crise

O estado de exceção foi determinado pelo presidente do Equador, Daniela Noboa, na noite desta sexta-feira (19/4)

O presidente do Equador, Daniela Noboa, decretou estado de exceção nesta sexta-feira (19/4). A medida se dá em meio à emergência no setor elétrico no país. A informação é do portal El Universo.

Com o decreto, militares e policiais irão resguardar a infraestrutura energética para evitar possíveis sabotagens. A medida se dá em meio a cortes e racionamentos de energia no país.

O estado de exceção vai durar 60 dias, prevê o decreto. As forças de segurança atuarão de forma a “prevenir sabotagens, ataques terroristas e outras ameaças que possa afetar o funcionamento [da infraestrutura de energia elétrica no país]”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O setor elétrico equatoriano tem sido afetado pela seca, que desabasteceu o recurso para gerar energia nas hidrelétricas.

Na última terça-feira, diante da situação, Noboa já havia declarado emergência no setor elétrico e pedido a renúncia da ministra de Energia. “Declarei uma emergência no sector eléctrico, pedi a demissão do Ministro da Energia e iniciámos uma investigação por sabotagem em determinadas áreas e centrais eléctricas”, declarou na ocasião.

“Os problemas do setor energético no Equador nos últimos anos não se devem à falta de propostas técnicas, mas à incapacidade de execução e firmeza para combater a corrupção arraigada”, disse.