Advogado pede ao MP suspensão do show de Gusttavo Lima na capital

O show do sertanejo ocorrerá no estádio Aluízio Ferreira, a partir das 20h. A expectativa é que mais de 20 mil pessoas compareçam ao evento na capital

O advogado Caetano Neto, presidente da Associação de Defesa dos Direitos da Cidadania em Rondônia, apresentou na última segunda-feira, 29, junto ao Ministério Público Estadual (MP), em caráter de urgência, pedido de cancelamento do show do cantor sertanejo Gustavo Lima, programado para acontecer nesta sexta-feira, 03, em Porto Velho.

Para ele, a iminência de colapso na Saúde da capital motiva o pedido, já que novas medidas foram adotadas para evitar a volta da covid-19.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Dose Dupla - 970

“As medidas sanitárias em vigor no que tange ao combate da Covid-19 e agora, com a chegada da variante Omicron, bem como, a revogação do decreto municipal de Hildon Chaves que impõe a obrigatoriedade de uso de máscara em locais abertos, e ainda, em face da aglomeração anunciada, de milhares de pessoas no evento, torna obrigatório a urgente medida para evitar o recrudescimento da doença e a evidência anunciada de colapso do sistema de saúde na capital o que  espera providências”, justifica o causídico na peça jurídica.

SHOW NA CAPITAL

O show do sertanejo ocorrerá no estádio Aluízio Ferreira, a partir das 20h. A expectativa é que mais de 20 mil pessoas compareçam ao evento na capital.

NA “CAPITAL DO CAFÉ”

Antes, porém, nesta quinta-feira, 02, o “embaixador” se apresenta na cidade de Cacoal.