Rondônia tem queda de 25% nos assassinatos no 1º trimestre do ano

Número de mortes caiu de 114 para 85 no primeiro trimestre em Rondônia. Estado teve 3 latrocínios entre janeiro e março.

O estado de Rondônia registrou uma queda uma queda de 25,43% nos assassinatos no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020.

Os dados, divulgados nesta segunda-feira (31), fazem parte de mais um levantamento do Monitor da Violência, ferramenta criada pelo G1 permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em janeiro, fevereiro e março de 2021 foram registradas 85 mortes violentas, contra 114 no primeiro trimestre de 2020.

Estão contabilizadas no número as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

  • O mês de março teve a maior queda no número de assassinatos: 38%;
  • No mês de fevereiro houve uma queda de 28% no número de homicídios, em relação a 2020;
  • Janeiro de 2021 segue sendo o mês mais violento do ano, com 36 mortes;
  • O número de latrocínio (roubo seguido de morte) ficou estável, com três vítimas no trimestre;
  • Nos três primeiros meses, o único caso de lesão corporal seguida de morte em Rondônia foi em janeiro, com uma vítima.

 

Na região norte, apenas Rondônia, Acre e Amapá tiveram queda de -24% a -35% nos homicídios no primeiro trimestre do ano. Roraima teve o maior aumento nos crimes, não só da região, mas do país: 19%

Monitor da Violência

 

Os dados coletados mês a mês pelo G1 não incluem as mortes em decorrência de intervenção policial. Isso porque há uma dificuldade maior em obter esses dados em tempo real e de forma sistemática com os governos estaduais. O balanço fechado do ano de 2020 foi publicado no mês passado. Os números deste ano serão divulgados posteriormente.