Hildon Chaves destaca a importância do fortalecimento do turismo e retomada da economia no cenário pós-pandemia

Plano busca desenvolver um leque de políticas públicas favoráveis ao turismo com o objetivo de atrair investimentos

Um marco no setor turístico foi escrito nesta quarta-feira (20) com a entrega do Plano Municipal de Turismo do município de Porto Velho. A conclusão do plano chega no momento de retomada da economia no cenário pós-pandemia.

Na prática, o documento busca desenvolver um leque de políticas públicas favoráveis ao turismo com o objetivo de atrair investimento privado e novos empreendimentos, através de projetos e ações estruturantes que fortaleçam o segmento na capital.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Mulher - 970

“Chegou o momento de Porto Velho ter turismo, de investir nesse setor e de lucrar com o segmento. Precisamos entender que a renda gerada pelo turismo beneficia toda a engrenagem econômica de uma região e, assim, todos ganham”, explica o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves.

O Plano foi elaborado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), através do Departamento de Fomento ao Turismo (Defotur).

Segundo a secretária da pasta municipal, Glayce Bezerra, o documento norteará a atuação do Município ao definir as metas e diretrizes para o setor e permitir que os poderes público e privado tomem decisões mais assertivas para o segmento. “É um dia muito importante para o turismo de Porto Velho, pois a formalização dessas políticas permite que o empresário encontre mais segurança para investir e o poder público estabeleça metas e compromissos a curto, médio e longo prazo”, explica.

O Plano segue para discussão e votação na Câmara de VereadoresDurante a cerimônia de entrega do documento, as potencialidades turísticas de Porto Velho foram destaque. Para o presidente da Agência de Desenvolvimento do Município, Marcelo Thomé, a capital agora possui todas as condições para se converter em um polo turístico nacional. “Sendo um documento obrigatório, a Prefeitura vai poder, com projetos próprios, acessar verbas públicas do Ministério do Turismo e emendas parlamentares, já que se trata de uma exigência legal”, explica.

Parceiro da Prefeitura em diversas ações estratégicas, o Sebrae é uma instituição chave no momento de retomada da economia municipal pós-pandemia. Para o superintendente estadual do Sebrae, Daniel Pereira, a aposta no turismo é uma decisão acertada da Prefeitura. “O plano reafirma um potencial fantástico que o Município tem nesse setor. Estamos falando de áreas turísticas que podem gerar emprego e arrecadação”, afirma.

O Plano Municipal de Turismo agora segue para discussão e votação na Câmara de Vereadores.