Professor universitário é morto com marteladas na cabeça pelo próprio filho em Porto Velho

Adolescente foi apreendido em flagrante. Ângelo de Oliveira era professor no departamento de Ciências da Computação da Universidade Federal de Rondônia (Unir).

O professor universitário de 51 anos, Ângelo de Oliveira, foi morto com marteladas na cabeça. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (16) e o principal suspeito é o filho do professor, um adolescente de 17 anos.

A Universidade Federal de Rondônia (Unir) confirmou ao g1 que Ângelo era professor da instituição no departamento de Ciências da Computação no campus Porto Velho.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Mulher - 970

De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo de Ângelo foi encontrado sobre a cama com muito sangue na área da cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser chamado para socorrer a vítima, mas ele já estava sem vida.

A mãe do adolescente suspeito de matar o pai contou à polícia que passava por um processo de separação com Ângelo. Segundo a mulher, as brigas eram constantes e o filho sempre as presenciava.

O adolescente disse que em certo ponto essas brigas se tornaram insustentáveis e, por este motivo, após uma delas, esperou o pai dormir e o atacou com vários golpes de martelo na cabeça. O menor foi apreendido em flagrante pela polícia.

O corpo de Ângelo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para analisar a causa da morte. A Polícia Civil investiga o caso.