Prefeito Hildon Chaves afirma que Semagric tem atuado para garantir boas estradas rurais e apoio ao homem do campo

Trabalho tem fortalecido o setor produtivo, com destaque para o apoio aos pequenos produtores

Com grande extensão territorial, possuindo o maior rebanho bovino de Rondônia e expandindo a produção de café, mel, grãos e outros produtos, Porto Velho já desponta como um novo polo da agropecuária. E para assegurar esse processo de expansão, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagric), tem atuado para garantir boas estradas rurais e apoio ao homem do campo.

“Esse é um dos grandes desafios que temos enfrentado: assegurar a recuperação das estradas rurais, com um trabalho de qualidade e que garanta segurança e trafegabilidade. Por outro lado, o apoio ao produtor rural é muito importante e temos buscado criar os meios que possibilitem esse avanço, seja com boas estradas, com o acesso ao crédito, com a regularização fundiária e com a entrega de equipamentos”, destacou o prefeito Hildon Chaves.

Entre as estradas já contempladas com serviços de melhorias, estão o Setor Chacareiro, a Bacia Leiteira, a região da Estrada Penal até o distrito de São Carlos, e a Estrada do Japonês até o Rio Caracol. O trabalho também foi executado nas estradas da BR-319 até o quilômetro 114; na gleba Rio Preto e na região da localidade Vila da Penha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os distritos de Rio Pardo e União Bandeirantes receberam melhorias nas estradas, além de nove pontes e 18 bueiros na região de Rio Pardo recuperados. Estradas nos distritos de Jaci-Paraná, Vista Alegre do Abunã, Extrema e Nova Califórnia também foram contempladas com serviços de recuperação.

IMPLEMENTOS

Outro trabalho importante da Semagric neste ano foi a entrega de máquinas e implementos para fortalecer a produção, através de associações rurais, atendendo produtores do entorno de Porto Velho, do Baixo Madeira e dos distritos.

Foram entregues às associações rurais distribuidores de calcário, farinheiras, tanques de resfriamento de leite, micro-tratores e carretinhas, despolpadeiras, plantadeiras, trator e grade aradora, carreta agrícola hidráulica e perfuradores de solo. A maior parte das famílias que foram contempladas, trabalham com o plantio de mandioca para a produção de farinha.

As máquinas e implementos agrícolas são destinados às entidades, para beneficiar os pequenos produtores rurais, para o fortalecimento da agricultura familiar no município. Os equipamentos foram adquiridos através de Termo de Doação com Encargo e Termo de Cessão de Uso.

CAFÉ

O plantio de café tem se expandido em Porto Velho, assumindo um papel importante na renda das famílias de pequenos e médios produtores rurais. A Prefeitura de Porto Velho distribuiu aproximadamente 2,2 milhões de mudas de café clonal nos últimos anos, beneficiando cerca de mil famílias de produtores rurais, com o objetivo de incentivar a cafeicultura do município, atendendo cada propriedade familiar com mudas para a formação de um hectare por produtor. Hoje, a capital produz em torno de 100 toneladas de café em grão por ano.

A Semagric, em parceria com a Emater e o Sebrae, promoveu ainda o dia de campo do café nos distritos de União Bandeirante e Rio Pardo, que são as duas localidades de maior produção cafeeira do município.

APICULTURA

A apicultura é uma atividade que garante uma renda extra aos pequenos e médios produtores rurais, atuando ainda com uma função decisiva para a promoção da sustentabilidade ambiental.

A Semagric assistiu mais de 100 produtores de mel com orientação e acompanhamento; fez a entrega de 200 caixas padrão para criação de abelhas, em parceria com a hidrelétrica de Jirau; entrega de mais 400 caixas para criação de abelhas com recursos oriundos de emenda parlamentar; entrega de 25 unidades de macacões anti-ferroadas; entrega de 25 fumigadores; entrega de 25 pares de luvas de proteção; entrega de 25 pares de bota de cano longo; entrega de 200 quilos de cera de abelha, entrega de 25 kits para produção de abelhas-rainhas, e entrega de seis mini fábricas de produção de cera de abelhas.

Outro ponto importante é a realização do curso de capacitação em apicultura sustentável para iniciantes, com 20 alunos; realização do curso de capacitação de produção de abelhas-rainhas e melhoramento genético para 25 alunos; realização do curso de capacitação de produção de cera de abelhas, com 30 alunos. Além disso, houve a realização de 34 visitas técnicas para prestar atendimentos aos apicultores, bem como a visita à Casa do Mel no município de Rolim de Moura, com 25 produtores da capital.

INSPEÇÃO ANIMAL

O Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoav) da Semagric, setor responsável pela certificação e fiscalização das empresas e dos empreendedores do meio urbano ou rural a fim de garantir que se adequem às exigências higiênico-sanitárias vigentes na legislação, em seus processos de produção de produtos de origem animal e vegetal. Atualmente, o Serviço de Inspeção Municipal do Dipoav conta com o total de 20 empresas certificadas, em vários ramos de produção, além de possuir dez empresas de fiscalização periódica, que comercializam diversos produtos como: frios (que são fracionados e/ou fatiados), queijos, presuntos, linguiças, embutidos, dentre outros.

Neste ano, houve a certificação de novas empresas, sendo uma no ramo de fracionamento de mel, uma no ramo de laticínios, uma no ramo dos produtos cárneos e uma de pescados e produtos à base de pescados.