Operação Lei Seca registra maior número de motoristas alcoolizados no pré-carnaval

O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO)  iniciou no ultimo final de semana (sexta, sábado e domingo) as  atividades da Operação Lei Seca durante o período pré-carnaval,  que será intensificada especialmente nos locais de grande movimentação popular, a exemplo da zona leste  zona sul  e centro da capital.

O Diretor de Operações do Detran, Hugo Correia, ressalta que na sexta-feira e sábado (17 e 18), que marcou o inicio das festas carnavalescas os números de condutores alcoolizados teve um grande aumento em relação aos finais de semanas anteriores. “Só neste final de semana registramos 22 prisões por embriaguez ao volante, sendo 18 homens e 4 mulheres”, exorta Hugo .Isso representa aumento de 17% se comparado aos finais de semana sem carnaval.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma das principais causa de acidentes no período de carnaval é a combinação entre álcool e direção. De acordo com dados da Operação Lei Seca, foram registrados cerca de 33 casos dentre 99 veículos abordados,  em que os motoristas encontravam-se dirigindo sob efeito de álcool durante as festas de sexta e sábado. Vale lembrar que, além de colocar vidas em risco, o condutor que apresentar os sintomas de embriaguez  será punido com multa de R$ 2.934,70 perde sete pontos na carteira, tem a CNH recolhida e o direito de dirigir suspenso por até 12 meses. O veículo permanece retido até que um condutor capacitado apareça para retirá-lo.

O Diretor-Geral do Detran-RO, José de Albuquerque , ressaltou os avanços esperados nas ações da  operação deste ano, vai  além das estatísticas. “O objetivo maior da Operação Lei Seca é preservar vidas, e os benefícios vão além dos números. O aumento das fiscalizações inibe a imprudência, e as ações educativas sensibilizam quem é abordado nas operações”, destaca Albuquerque, lembrando que além das operações da Lei Seca o Detran também esta realizando ações educativas de conscientização nos blocos de carnaval e nas ruas da capital.

 

 

Fonte: Detran