Ucrânia anuncia retirada das tropas de Avdiivka, na região de Donbass

Retirada das tropas ucranianas da região visa manter posição defensiva do país chefiado por Zelensky. Guerra está prestes a completar 2 anos

O Exército da Ucrânia anunciou nessa sexta-feira (16/2) a retirada de suas tropas da cidade de Avdiivka, na região de Donbass. Segundo agências internacionais, a retirada ocorreu para que as tropas ucranianas se posicionem de forma defensiva contra as tropas russas.

Ao elogiar seus militares, o recém nomeado chefe das Forças Armadas da Ucrânia, Oleksandr Sirski, disse que a medida visa reduzir as baixas. “Nossos soldados cumpriram seu dever militar com dignidade, fizeram todo o possível para destruir as melhores unidades militares russas e infligiram perdas significativas ao inimigo”, disse ele.

Oficiais militares ucranianos relataram que a Rússia lançou ataques em grande escala na área de Avdiivka e alguns soldados ucranianos foram capturados.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O recuo ocorre no momento em que Washington tenta garantir recursos para ajuda militar à Ucrânia. Em dezembro, o presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, recebeu o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, na Casa Branca.

Biden anunciou um pacote de ajuda militar no valor de U$ 60 bilhões a Kiev, que ainda precisa ser liberado pelo Congresso americano. Há uma disputa aberta entre o Partido Democrata, de Biden, e o Republicano, de Donald Trump, em pleno ano eleitoral. Aliados da Ucrânia criticam o envio de ajuda financeira ao país sem muitos avanços práticos no último ano.

Zelensky na Europa

Enquanto a ajuda americana não é confirmada, Zelensky está na Alemanha pedindo reforços de países do continente para seu lado no conflito. Ele participa Conferência de Segurança de Munique, evento que conta com a presença de diversos líderes mundiais, chefes militares e diplomatas.

Além do chanceler alemão Olaf Scholz, ele foi recebido pelo presidente francês, Emmanuel Macron, e pela primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen.

A guerra entre Ucrânia e Rússia

A guerra da Ucrânia segue a todo o vapor e não dá sinais de trégua. O conflito entre ucranianos e russos, iniciado pela invasão de tropas russas ao território da Ucrânia, está prestes a completar dois anos no próximo dia 24 de fevereiro.