Identificado motorista que morreu em ônibus carbonizado da prefeitura de Buritis; imagens revelam tragédia após acidente

Passageira teria jogado neto pela janela e salvado o garoto

O FOLHA DO SUL ON LINE acaba de confirmar a identidade de um dos mortos no acidente envolvendo um ônibus e um caminhão-tanque, que aconteceu na manhã desta terça-feira, 13, na BR 364, próximo à cidade de Itapuã do Oeste, em Rondônia.

O óbito do motorista do coletivo foi confirmado por um colega da vítima, identificada como Élcio Ferreira Jordão, de idade não revelada. Ele era servidor da Prefeitura de Buritis, lotado na Secretaria de Educação daquele município, mas estava cedido à Secretaria de Saúde, à qual pertence o veículo acidentado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner2 ALE 970x250

As causas da colisão frontal ainda não foram esclarecidas, bem como não está confirmado o número total de mortes. Através das redes sociais e com informações de amigos dos passageiros, a reportagem apurou que uma mulher de 51 anos está entre os mortos.

Outra passageira, que também não teve sua identidade divulgada, morreu dentro do veículo em chamas, mas conseguiu um feito heróico, antes de ser carbonizada: atirou pela janela o neto que estava viajando em seu colo, e o garoto sobreviveu.

Além de uma outra pessoa do ônibus, que também morreu, a esposa do motorista do caminhão-tanque também foi a óbito no local.

O coletivo da prefeitura havia saído às 2:00h de Buritis e o acidente aconteceu por volta das 5:00h. Viajavam nele, além do motorista e de uma técnica em enfermagem, 20 pacientes.

Outras imagens chegaram à redação, mas o conteúdo é tão chocante que não será possível publicá-las. As imagens mostram uma mulher morta, próxima ao ônibus carbonizado, e uma outra mais distante, viva, porém toda ensanguentada e gemendo de dor, com aparentes fraturas pelo corpo.

FATALIDADE
Segundo o outro motorista entrevistado, o ônibus estava levando os passageiros para tratamento médico em Porto Velho. O servidor diz que havia mais de 20 pessoas a bordo.

O motorista revelou que em três dias da semana (segunda, quarta e sexta-feira), um ônibus com maior capacidade sai da cidade levando pacientes para atendimento em outros locais, principalmente Porto Velho. Somente quando surgem emergências e agendamentos é feita a viagem extra no veículo menor. Foi o que aconteceu hoje.