Categorias paralisam atividades e fazem ato contra a reforma trabalhista em Rondônia

Sindicatos se reúnem na Praça das Três Caixas d’Água em Porto Velho. Manifestantes devem seguir trajeto pelas ruas da capital.

Na manhã desta sexta-feira (28), várias categorias de Rondônia paralisaram as atividades e se reúnem em mobilização contra a reforma trabalhista. O ponto de concentração na capital é na Praça das Três Caixas d’Água, onde o movimento começou a crescer a partir das 9h. A manifestação deve sair por volta das 10h e seguir pela Avenida Farquhar, Sete de Setembro, Marechal Deodoro, Carlos Gomes, até retornar à praça. A manifestação terminou por volta das 12h. A Polícia Militar não soube informar a quantidade total de manifestantes presente na passeata em Porto Velho.

Participam da manifestação com representantes a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Frente Popular Rondônia, Sindicato dos Bancários de Rondônia (SEEB), Sindicato do Tribunal de Justiça (Sinjur), Sindicato dos Servidores Administrativos do Poder Executivo do Estado de Rondônia (Sintraer), Sindicato dos Servidores Públicos Federais (Sindsef), Sindicato dos Servidores da Educação (Sintero), Sindicato dos Correios (Sintect), e estudantes do Instituto Federal de Rondônia (IFRO) e estudantes de escolas estaduais.

De acordo com o diretor da CUT, João Ancelmo, a expectativa é que cerca de cinco mil pessoas participem da manifestação. “Anunciamos de todas as forma o motivo da paralisação, que é lutar contra a reforma trabalhista que rasga os direitos dos trabalhadores que demoraram tanto para conquistar o que tem hoje. Sairemos da praça às 10h para lutar por nossos direitos”, ressalta João.
Fonte:G1