Fogo atinge fábrica de reciclagem plástica e gera coluna gigante de fumaça tóxica

Coluna gigantesca de fumaça tóxica se espalhou por Porto Velho (Foto: Toni Francis)

Corpo de Bombeiros passou mais de 4 horas para controlar o incêndio. Coluna de fumaça tóxica pôde ser vista a quilômetros.

Um incêndio no depósito de uma fábrica de material plástico reciclável, nesta sexta-feira (7), no Bairro Dilma Roussef, na Zona Sul de Porto Velho, levantou uma gigantesca coluna de fumaça tóxica que pôde ser vista a quilômetros de distância.

Segundo o Tenente Bombeiro Leandro, que comandou a equipe de combate ao fogo na região, as chamas começaram por volta das 14h e se espalharam devido o mato seco, mas não chegaram a ameaçar residências, contudo, segundo ele, a fumaça se espalhou pela cidade e pode gerar ou agravar doenças respiratórias.

“Ainda não sabemos quem deu origem ao fogo, mas, se identificado, o responsável será notificado e multado”, salientou o oficial bombeiro. O Tenente Leandro reiterou o aviso de proibição de queimada, dizendo que, além de ilegal, as queimadas urbanas causam danos ao meio ambiente e á saúde da população.

Por causa da gravidade do incêndio, considerado de grandes proporções e que durou mais de cinco horas, os bombeiros utilizaram quatro caminhões pipas e solicitaram mais dois da prefeitura e da Caerd.

“Como se trata de material plástico, de fácil combustão, o controle do fogo é lento e, mesmo contido, o fogo deve permanecer consumindo o material na parte interna, o que deve continuar gerando fumaça tóxica”, alertou o ofeicial bombeiro.

Os montes de material reciclável têm cerca de dois metros de altura por cinco de comprimento. “Todo ano, nessa época, temos problemas com incêndio nessa região”, comentou um funcionário da fabrica de reciclagem.

Fonte: G1 RO