Preparatório para concurso termina com boa avaliação

Centenas de pessoas compareceram aos aulões realizados no Teatro Banzeiros

Terminou no último sábado (25), no Teatro Banzeiros, no centro histórico de Porto Velho, a série de aulões da juventude, preparatórios para concurso público que a secretaria estadual da Saúde realizará possivelmente em maio próximo. Em torno de 200 pessoas participaram a cada reunião, sempre aos sábados, a partir de 11 de março, recebendo conhecimentos sobre raciocínio lógico, história de Rondônia e dicas sobre como passar em concurso.

As aulas foram realizadas pelo Departamento de Políticas Públicas para a Juventude, da Semasf (Secretaria de Ação Social e da Família) para inclusão e afirmação social, política, econômica e cultural do jovem porto-velhense, incluindo-o no desenvolvimento de uma sociedade sustentável, com totais incentivo e apoio do prefeito dr Hildon Chaves.

Foram protagonistas na transmissão do conhecimento os professores Danilo Reis, Aleks Palitot e Nicandro Campos. Nicandro, aliás, encerrou sua participação como uma palestra sobre os segredos da aprovação, que podem resultar da única e verdadeira premissa: dedicação aos estudos.

Depois de falar na abertura dos aulões, Raildo Sales, diretor do Departamento da Juventude, disse que “nosso objetivo foi alcançado. Conseguimos reunir, a cada sábado, 200 pessoas que não têm condições de pagar um curso particular de preparação a concursos, e, dessa forma, o governo do prefeito dr Hildon contribui para a redução das desigualdades sociais no município”.

Reconhecimento

Confirmando a avaliação de Sales, Jamerson do Nascimento Rodrigues, 21 anos e estudante do quarto período de biologia, os aulões foram importantes “porque foi pensado como alternativa a quem não tem recursos financeiros para se preparar para um concurso. Foi uma boa iniciativa da prefeitura, que esperamos continue agindo assim”.

Responsável pela última aula da programação, o professor e historiador Aleks Palitot, avaliou como “positiva a atuação do departamento de Políticas Públicas da Semasf facilitando aos jovens a busca pelo saber. É a prefeitura ensinando a pescar, e não dando o peixe, em benefício de todos que vão fazer o concurso da Sesau”.

 

Fonte: Comdecom