Lutador de artes marciais espanca e mantém esposa em cárcere dentro de depósito em Porto Velho

Suspeito foi preso. Durante ocorrência, policiais precisaram do auxílio da tropa de choque para deter o suspeito; vítima disse sofrer constantes ameaças do esposo.

Um jovem de 21 anos, lutador de artes marciais, foi preso por lesão corporal após espancar e manter a esposa, de 25 anos, trancada dentro do depósito de um mercado no bairro Caladinho, em Porto Velho. O registro da ocorrência aconteceu no fim de semana.

De acordo com o registro da delegacia, quando os policiais chegaram ao endereço do suposto cárcere, foram avisados por vizinhos que havia uma mulher sendo espancada e privada da liberdade no depósito do estabelecimento, na rua Nova Iorque.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Dose Dupla - 970

No boletim os policiais afirmaram ser “possível ouvir gritos de socorro na parte interna” do local. Os agentes pediram para que o homem abrisse a porta e neste momento momento foi possível observar que a vítima estava acuada em um canto, chorando e dizendo a todo momento que gostaria de ir embora.

O suspeito foi questionado sobre a situação e afirmou que nada estava acontecendo e apenas estaria conversando com a esposa. No entanto a jovem tinha um hematoma na perna esquerda.

Mediante a situação, foi dada a voz de prisão ao suspeito com isso o homem mudou o comportamento e passou a ficar agressivo.

Um familiar avisou que o jovem era lutador de artes marciais e, diante da informação, a equipe de choque foi acionada. Logo depois o suspeito foi contido e algemado.

Constantes ameaças e agressões

 

Enquanto os envolvidos eram conduzidos à Central de Flagrantes, a vítima, que estava mais calma passou a relatar aos policiais o que tinha acontecido.

Ela disse disse ser casada com o suspeito e os dois passaram a morar no depósito após terem o contrato de aluguel da casa onde moravam rescindido, por razão das constantes ameaças e violências praticadas pelo marido contra a esposa no interior do imóvel.

A mulher mencionou que em outras ocasiões o suspeito já teria a violentado e que, inclusive, teria sido preso. Porém, após promessas de não mais agredi-la, ela retornou o relacionamento com ele.

Após retomar a relação, o lutador continuou sendo agressivo e sempre a ameaça, dizendo que se ela não for dele, não seria de mais ninguém.

A mulher explicou à polícia que, durante o fim de semana, o lutador teria tido uma crise de ciúmes e a levou ao depósito onde moram, e passou a agredi-la. Primeiro foram empurrões, depois usou um cabo de vassoura, e isso causou hematomas na vítima.

Depois de ser agredida, a vítima disse que queria ir embora, mas nesse momento ele a trancou, tomou o celular, RG e cartão de crédito dela. Situação que se manteve até achegada da Polícia Militar.

O suspeito devolveu o celular e o cartão a vítima, na presença dos PM’s, mas o RG só foi possível recuperar após a revista pessoal na delegacia. A voz de prisão ao lutador foi reiterada pelo delegado de plantão.