Prefeitura e PM desalojam invasores de área do Cemitério da Candelária

O local é onde estão enterrados cerca de cinco mil corpos de operários da Madeira-Mamoré

Uma ação da Prefeitura de Porto Velho e com apoio da Polícia Militar acabou com uma invasão de terras na área histórica do Cemitério da Candelária, em Porto Velho. O local é onde eram sepultados os corpos dos operários que trabalharam na construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. De acordo com registros históricos, no terreno foram sepultados cerca de 5 mil corpos.

O espaço fica às margens do Rio Madeira, no bairro Triângulo e está sob responsabilidade do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). No entanto, nos últimos dias, os invasores derrubaram toda a mata nativa e ocupam boa parte do cemitério e batizaram a invasão de ‘Assentamento Novo Lar’.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

A Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (Asfam) já informou à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal e ao próprio Iphan da invasão ilegal.  Na última sexta-feira(17), uma equipe da Polícia Militar e de funcionários da prefeitura da capital foram até ao local e derrubaram os barracos.