Rondônia recebe mais de 40 mil doses de vacinas contra a covid-19

O Estado está prestes a chegar a marca de 1,5 milhão de doses de imunizantes recebidos

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), recebeu do Ministério da Saúde (MS) nesta sexta-feira (13), na Central Estadual da Rede de Frio em Porto Velho, mais uma remessa de imunizantes contra a covid-19, que serão distribuídas às Regionais de Saúde do Estado a partir deste sábado (14).
Nesta remessa, foram recebidas 40.010 doses, sendo 15.210 da Pfizer e 24.800 da CoronaVac, que irão contemplar 1ª e 2ª doses para a população igual ou maior de 18 anos.
Mais de 50 mil doses de vacinas chegaram nesta semana. Barbosa destacou que nos próximos dias mais remessas serão recebidas 
O coordenador estadual de imunização da Agevisa, Ivo Barbosa, afirmou que o lote de vacinas será distribuído às Regionais de Saúde do Estado a partir deste sábado, juntamente com o lote de 16.860 doses que foram recebidas na última quarta-feira (11).
Serão destinadas 8.264 doses para a Regional de Ji-Paraná, 4.344 para a Regional de Cacoal, 4.002 doses para a Regional de Vilhena, 3.860 doses para Regional de Ariquemes, 4.122 para a Regional de Rolim de Moura e 15.418 para a Regional de Porto Velho.
Ivo Barbosa justificou a chegada de mais vacinas ao Estado pelo cronograma de entrega seguido pelos laboratórios. “A tendência é os laboratórios melhorarem ainda mais a produção e entregar cada vez mais doses de vacinas aos Estados do Brasil”.
Com as doses recebidas nesta sexta-feira (13), Rondônia contabiliza 1.475.508 doses de vacinas contra a covid-19, recebidas do Governo Federal, sendo:
CoronaVac: 500.908;
AstraZeneca: 611.650;
Pfizer: 327.600;
Janssen: 35.350
O superintendente estadual do Ministério da Saúde, Irgo Mendonça, reforçou que aqueles que ainda não completaram o ciclo vacinal contra covid-19, que verifiquem o cartão e retornem a um posto de vacinação para a segunda dose.
A  Agevisa reforça que ainda é necessário manter as medidas de prevenção, tais como o uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social. Desta forma, a vacinação é uma medida preventiva para a redução da ocorrência de casos graves e óbitos.