MP oferece denúncia contra tios suspeitos de torturar sobrinho de seis anos em Cujubim, RO

Eles devem responder por tortura e tentativa de homicídio. Criança segue internada em UTI em estado grave.

O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) ofereceu denúncia contra os tios suspeitos de agredir o sobrinho de seis anos na zona rural de Cujubim (RO). A criança está internada em estado grave em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há quase um mês.

De acordo com o promotor de justiça, Marcus Alexandre, os tios foram acusados por tentativa de homicídio qualificado e tortura do menino de seis anos e também por tortura a outro sobrinho de quatro anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Sobrevivente - 970

Ainda segundo o promotor, a partir da denúncia uma juíza de Ariquemes (RO) deve ouvir as testemunhas para analisar se o caso vai à júri. Os acusados seguem presos à disposição da Justiça.

Entenda

 

Os dois acusados, um homem e uma mulher, eram os responsáveis legais pelo menino de seis anos e o irmão dele, uma criança de quatro anos. Eles moravam em uma casa na zona rural de Cujubim.

No dia 18 de abril, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado até a residência para fazer o resgate da criança que estava em estado grave. Ela tinha perdido os sentidos e estava com a respiração comprometida.

Inicialmente a mulher alegou que a criança tinha caído da escada e apanhado do tio com um cipó. Depois do depoimento ela recebeu voz de prisão, mas o suspeito fugiu levando uma espingarda e a outra criança. Ele foi encontrado e preso no dia seguinte, 19 de abril.

Quase um mês depois do crime, o menino de seis anos continua internado na UTI do Hospital Infantil Cosme e Damião, em Porto Velho. O irmão dele estava abrigado em uma instituição de Cujubim.